Embaixada de Taiwan provoca corte entre China e Lituânia

Embaixada de Taiwan provoca corte entre China e Lituânia
Direitos de autor AP/Taiwan Ministry of Foreign Affairs
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A representação "de facto" do governo de Taipei em vilnius abriu portas na quinta-feira e Pequim concretiza a ameaça de consequências

PUBLICIDADE

A China anunciou um corte nas relações diplomáticas com a Lituânia, em protesto contra a abertura de uma embaixada de Taiwan em Vilnius.

A representação "de facto" do governo de Taipei na capital lituana abriu portas na quinta-feira e isso acentuou a ferida já aberta há algum nas relações com a China, que em agosto tinha solicitado a Vilnius a retirada do embaixador em Pequim e ameaçado retirar também o respetivo representante.

O governo de Pequim já tinha ameaçado com consequências se a abertura da embaixada avançasse e agora justificou a redução dos laços diplomáticos entre os dois países como uma forma de proteger a respetiva soberania e as normas fundamentais de relacionamento internacional.

A ilha de Taiwan, conhecida em Portugal como Formosa, é um território contestado pela China, mas o governo de Taipei mantém autonomia administrativa desde que ali se refugiou em 1949, quando o partido comunista tomou o poder em Pequim.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Massacre de Tiananmen foi há 33 anos

Primeira-ministra da Estónia é a única chefe de Governo procurada pela Rússia

Candidato anti-China vence presidenciais em Taiwan