EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Judoca francesa acusa companheiro e treinador de agressão

Judoca francesa acusa companheiro e treinador de agressão
Direitos de autor ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/AFP
Direitos de autor ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Suposto agressor diz que é vítima de calúnia e fala em "linchamento mediático"

PUBLICIDADE

O treinador de judo francês Alain Schmitt diz que está a ser alvo de um “linchamento mediático” por causa da suposta agressão à companheira e campeã olímpica Margaux Pinot.

Numa conferência de imprensa, o treinador voltou a dizer que está a ser vítima de calúnia e que as redes sociais, como o Instagram e o Twitter, "não são um tribunal".

Margaux Pinot acusou Schmitt de agressão durante a noite de sábado, na casa que partilhavam. A polícia deteve o treinador, mas o tribunal acabou por libertá-lo, considerando não ter “provas suficientes de culpa".

O presidente da federação francesa de judo disse que está "atordoado" com a absolvição do treinador de Margaux Pinot, acusado de violência doméstica.

A acusação já recorreu da sentença que está a indignar a opinião pública francesa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mulheres francesas manifestam-se contra a violência doméstica

Ativistas anti violência doméstica manifestam-se na Grécia

Ilustradora francesa dá rostos às vítimas de violência doméstica