EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

UE lança iniciativa de partilha de vacinas com países de Leste

Assinatura de programa de partilha de vacinas com países da Parceria Oriental, Bruxelas
Assinatura de programa de partilha de vacinas com países da Parceria Oriental, Bruxelas Direitos de autor VIRGINIA MAYO/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor VIRGINIA MAYO/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugal será primeiro Estado-membro a contribuir, com 40.000 doses destinadas à Arménia

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia anunciou um programa de 35 milhões de euros para a partilha de vacinas contra a Covid-19 com países da Parceria Oriental.

O acordo foi anunciado em Bruxelas pelo comissário europeu para a Vizinhança e Alargamento, acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Polónia, país impulsionador e que deverá coordenar o programa, que beneficiará países como a Moldávia, Arménia, Bielorrússia, Geórgia ou Ucrânia.

Olivér Várhelyi, comissário europeu para a Vizinhança e Alargamento:"Só a vacinação é que nos pode salvar a todos. E estamos a falar dos países da nossa Parceria Oriental, nos quais a taxa média de vacinação é de apenas 28 por cento. Por isso, é mais do que o momento de os ajudar a acelerar a taxa de vacinação e fazer com que todos sejam totalmente vacinados."

O primeiro Estado-membro a fornecer vacinas ao abrigo do programa de partilha será Portugal, que vai contribuir com 40 mil doses da Pfizer-BionTech destinadas à Arménia.

A União Europeia já contribuiu com 30 milhões de doses de vacinas para os países da Parceria Oriental ao abrigo do dispositivo COVAX.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Corrida à vacina depois de conhecidos dados de internamentos covid na Polónia

No hemiciclo e com perguntas do público: como será conduzido o debate sobre as eleições europeias

Reconhecimento do Estado palestiniano é apenas um "pequeno passo", dizem espanhóis