Vacina da Novavax aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos

Criança vacinada em Tulln, na Áustria
Criança vacinada em Tulln, na Áustria Direitos de autor Lisa Leutner/The Associated Press
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bruxelas prevê encomendar 100 milhões de doses.

PUBLICIDADE

Os europeus vão dispor de uma quinta vacina para se protegerem da Covid-19. A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou a utilização da vacina da empresa americana Novavax nos 27 Estados-membros. 

A autorização, ainda a ser validada pela Comissão Europeia, destina-se para já a pessoas com mais de 18 anos. Bruxelas prevê encomendar 100 milhões de doses e solicitar uma quantidade idêntica num futuro próximo.

Em plena vaga de disseminação da variante Ómicron, os estudos da Novavax referem-se ao período do passado verão e anunciam uma taxa de eficácia de 90%, numa população de 45 mil voluntários nos Estados Unidos, México e Reino Unido.

Seguindo os passos da Alemanha, a Alta Autoridade de Saúde de França (HAS) deu luz verde à vacinação de crianças entre os 5 e os 11 anos. Esta faixa etária já podia ser alvo de imunização em casos de particular vulnerabilidade. Agora a medida passa a ser geral mas, sublinha-se, é recomendada e não obrigatória.

Em Itália, quase metade da população, 48%, decidiu ficar em casa nas tradicionais férias de fim de ano. Cerca de 8 milhões de pessoas, 16%, optaram por cancelar as reservas efetuadas assim que a Ómicron se começou a espalhar.

O mesmo motivo que levou ao adiamento do Fórum de Davos, na Suíça, que deveria realizar-se entre 17 e 21 de janeiro, e agora terá lugar algures no início do verão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Separatistas da Transnístria pedem a Moscovo "proteção" contra a pressão da Moldova

Parlamento europeu aprova carta de condução digital e autoavaliação da aptidão para conduzir

Alessandra Mussolini foi insultada e agredida em Estrasburgo