EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Biden começa ano com telefonema a Zelensky

Biden começa ano com telefonema a Zelensky
Direitos de autor Andriy Dubchak/andriy.dubchak
Direitos de autor Andriy Dubchak/andriy.dubchak
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois da teleconferência com Vladimit Putin, o presidente dos EUA quis reafirmar o apoio à soberania e integridade territorial da Ucrânia.

PUBLICIDADE

Uma semana depois da conversa com Vladimir Putin, foi a vez de Joe Biden falar ao telefone com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

O telefonema, em que faz eco da conversa com Putin e reafirma o apoio à soberania e integridade territorial da Ucrânia, foi o primeiro a este nível feito pelo presidente norte-americano neste novo ano.

Num tweet, Zelensky saudou este facto e diz que prova a natureza especial das relações entre os dois países. A ameaça russa, numa altura em que se assiste a uma escalada de tensão na fronteira, foi o tema central da mensagem de ano novo do presidente ucraniano.

Na conversa com Joe Biden, o presidente russo reafirmou que não tem qualquer intenção de invadir a Ucrânia e disse ainda que as potências ocidentais prestam demasiada atenção ao que se passa dentro das fronteiras russas.

No dia 10 começa em Genebra a nova ronda de encontros entre a Rússia e os Estados Unidos, com a presença dos chefes da diplomacia. Seguem-se as cimeiras Rússia-NATO e da OSCE, em que vão também estar presentes representantes dos dois países.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Joe Biden e Vladimir Putin trocaram advertências numa conversa telefónica

Putin e Biden preparam novo encontro

Joe Biden recusa "pânico"