This content is not available in your region

Continua incerta participação de Djokovic no Open da Austrália

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AP, AFP
euronews_icons_loading
Continua incerta participação de Djokovic no Open da Austrália
Direitos de autor  Hamish Blair/AP

Novak Djokovic vai ter de esperar até segunda-feira por uma decisão judicial para saber se poderá competir no Open da Austrália ou se será obrigado a regressar a casa.

Em Belgrado o pai do número um do ténis a nível mundial, falava em caça às bruxas. Em Melbourne os seus fãs mostravam-se chocados. Um jovem dizia que "d__epois de Nikola Tesla ele é, provavelmente, o maior ídolo que o povo sérvio alguma vez teve". Ele representa o país, acrescentava, afirmando acreditar que o "representa com amor, com verdadeiros valores sérvios". Outro jovem ia mais longe dizendo que o tenista é sempre "posto de lado, castigado e sobre quem se fala. Só queremos mostrar que o apoiamos", rematava.

Mas nem todos defendem o sérvio, em Melbourne, um outro grupo pedia a sua deportação.

O tenista continua retido após o seu visto ser revogado pelas autoridades australianas por, dizem, não estar provado ter uma isenção médica que lhe permite não estar vacinado contra a Covid-19, como obrigam as regras para os estrangeiros que chegam ao país.

Também esta sexta-feira, foi cancelado o visto de Renata Vorácová. A tenista checa tinha já participado num jogo de preparação para o torneio mas deverá ter de regressar a casa.