EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Delegação talibã recebida com protesto na Noruega

Delegação talibã recebida com protesto na Noruega
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  euronews com Agências
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os representantes do governo de Cabul deslocam-se a Oslo para dar garantias de respeito dos direitos fundamentais no Afeganistão

PUBLICIDADE

Os representantes do regime Talibã que chegam este domingo à Noruega vão ser recebidos nas ruas de Oslo por um comité de "más vindas" . Durante três dias, os delegados afegãos reunem-se com as autoridades norueguesas e representantes da comunidade internacional num encontroque não é visto com bons olhos por alguns noruegueses.

Shahia Soltani é uma das promotoras do protesto. Não quer a presença de representantes do regime talibã na Noruega e questiona "porque razão se deve negociar com um movimento que está na lista negra dos terroristas para os Estados Unidos".

A ministra norueguesa dos Negócios Estrangeiros diz que a reunião "não pressupõe qualquer reconhecimento do golpe que teve lugar". Anniken Huitfeldt garante que vão fazer "fortes exigências" aos representantes Talibã, mas admite que não se sabe se as garantias de respeito dos direitos fundamentais no Afeganistão "vão ser executadas."

É a primeira vez que Cabul envia uma delegação ao ocidente para conversações com activistas e diplomatas desde que o movimento radical tomou o poder no Afeganistão, em Agosto do ano passado.

Zabihullah Mujahid, porta-voz do governo afegão, diz que foram tomadas as "medidas para satisfazer as exigências do mundo ocidental". Declara inda que o objetivo é "transformar a atmosfera de guerra, numa situação pacífica".

O Afeganistão está mergulhado numa profunda crise humanitária desde o fim da ajuda internacional, que representava cerca de 80% do seu orçamento. A fome ameaça agora 23 milhões de afegãos - 55% da população, segundo a ONU.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Países preparam-se para a guerra? Noruega vai investir mais 52 mil milhões na Defesa até 2036

Anders Breivik perde processo contra Estado norueguês e continuará em confinamento solitário

Assassino norueguês Anders Breivik acusa Estado de violação de direitos humanos