This content is not available in your region

Auschwitz assinala 77 anos da libertação e do fim do nazismo

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Auschwitz assinala 77 anos da libertação e do fim do nazismo
Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

A 27 de janeiro de 1945, o mundo ficou a conhecer a verdadeira dimensão dos horrores do Holocausto. Setenta e sete anos depois da libertação de Auschwitz, o antigo campo de concentração foi palco de uma cerimónia de homenagem aos milhões de vítimas do regime nazi, com testemunhos dos sobreviventes para que o seu sofrimento não caia no esquecimento.

Dizia que era criança e perguntava que mal tinha feito, porque estava aqui? Queria ir para casa, ser livre outra vez. Riam-se para mim e respondiam. Casa? Liberdade? Estás a ver aquelas chaminés? Só podes sair daqui por aquelas chaminés.
Bogdan Bartnikowski
Sobrevivente de Auschwitz

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto não foi celebrado apenas no tristemente célebre campo de concentração polaco. Na capital do país foi colocada uma coroa de flores no monumento que honra os heróis da insurreição do gueto de Varsóvia.

Em Viena, a cerimónia juntou os chefes de Estado e governo austríacos, a diplomacia israelita e membros das comunidades mais perseguidas pelo regime nazi.

O Secretário-geral da ONU, António Guterres, também assinalou o dia, lamentando o reaparecimento do ódio e xenofobia de forma alarmante.