António Costa: "Um sinal claro de que os portugueses querem que o PS governe"

António Costa
António Costa Direitos de autor Armando Franca/The Associated Press
De  Bruno Sousa com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

António Costa admite que uma maioria absoluta é "um cenário extremo, que não é previsível"

PUBLICIDADE

As sondagens à boca das urnas permitem antever uma noite de festa para o Partido Socialista e um novo mandato dos socialistas à frente do governo português. António Costa já reagiu às projeções, em declarações à RTP, devalorizando a possibilidade de conseguir uma maioria absoluta, classificando-a como um "cenário extremo, que não é previsível".

O líder socialista, no entanto, não podia deixar de estar satisfeito com a confiança depositada nas urnas:

"Espero que todos os partidos façam a leitura do resultado eleitoral. Passados dois anos [das últimas eleições legislativas], estamos perante o segundo reforço do PS. É um sinal claro de que os portugueses querem que o PS governe e querem tranquilidade nas suas vidas. Espero que todos entendam isso”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As cinco divergências do frente a frente entre Luís Montenegro e Pedro Nuno Santos

Publicidade do IKEA alude a dinheiro escondido no escritório do ex-chefe de gabinete de Costa

Cubanos chamados a eleger Assembleia Nacional com participação em queda