This content is not available in your region

Acordo Nuclear: EUA aliviam sanções ao Irão mas Irão quer levantamento total

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Acordo Nuclear: EUA aliviam sanções ao Irão mas Irão quer levantamento total
Direitos de autor  Michael Gruber/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

O Acordo Nuclear está de regresso à mesa de negociações, em Viena, na Áustria. Espera-se que a reunião presidida pela União europeia leve à reentrada dos EUA no Acordo Nuclear de 2015. 

Em 2018, Donald Trump, o na altura presidente dos EUA, decidiu deixar de fazer parte Plano Conjunto, argumentando que o Irão não estava a cumprir o acordo. Ao saírem, os EUA impuseram sanções ao país do Médio Oriente. Biden entretanto levantou parte dos castigos. Mas o Irão não está satisfeito e quer mais.

Saeed Khatibzadeh, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irão, disse numa conferência de imprensa que o alívio das sanções por parte dos EUA não é suficiente. "Nós procuramos e exigimos garantias nos sectores político, legal e económico. (...) A questão do benefício económico da república islâmica ao suspenderem as sanções é essencial e é a linha vermelha do Irão", disse. 

O Irão diz só regressar ao Acordo Nuclear de 2015 depois de os EUA levantarem todos os castigos económicos que estão a afetar a economia iraniana. A cedência de Biden poderá dar um desfecho às negociações. Diplomatas acreditam num regresso dos EUA ao acordo em breve.