This content is not available in your region

Ucrânia alerta para ataques a refinaria e gasoduto

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Ucrânia alerta para ataques a refinaria e gasoduto
Direitos de autor  AP Photo

Um ataque aéreo seguido de um violento incêndio nos arredores de Kiev, num depósito de combustíveis, fez recear o pior durante a madrugada.

Na região de Kharkiv, um regimento anti-aéreo das Forças Armadas ucranianas, equipado com sistema de mísseis terra-ar, entregou voluntariamente as armas e rendeu-se. Foram detidos 471 militares ucranianos.
Igor Konashenkov
Porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia

"Cerca da 1 da manhã, no distrito de Fastiv, registou-se o bombardeamento de uma refinaria. O incêndio ficou confinado ao aterro que existe no local, não se espalhou. A população não está ameaçada", explicou Oleksandr Khorunzhy, da Proteção Civil ucraniana.

Do lado russo, vieram sobretudo números e dados mais específicos sobre a situação em Kharkiv ou Carcóvia, a segunda maior cidade ucraniana.

Segundo Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, "até agora, as Forças Armadas russas destruíram 975 infraestruturas militares ucranianas. Esse número inclui 23 postos de comando e centros de comunicação, três radares e 31 sistemas de mísseis terra-ar. Na região de Kharkiv, um regimento anti-aéreo das Forças Armadas ucranianas, equipado com sistema de mísseis terra-ar, entregou voluntariamente as armas e rendeu-se. Foram detidos 471 militares ucranianos".

Nessa mesma área de Kharkiv, imagens divulgadas pelas forças ucranianas mostram o que será uma ofensiva russa contra um gasoduto e alerta-se para uma possível catástrofe.