Bairro residencial de Kiev bombardeado

Bairro residencial de Kiev bombardeado
Direitos de autor Rodrigo Abd/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Guerra na Ucrânia dura há quase um mês mas continua sem fim à vista

PUBLICIDADE

A Ucrânia prepara-se para assinalar um mês desde a invasão russa e, para já, não há qualquer sinal de um fim à vista para o conflito.

Um bairro residencial do noroeste da capital, Kiev, foi visado na manhã desta quarta-feira por um bombardeamento russo, que fez pelo menos quatro feridos.

Volodymyr Okhrimenko, proprietário de uma casa destruída:"A minha irmã e o marido estavam dentro da casa, que partilhamos entre duas famílias. Vi a minha irmã a bater numa janela e gritar: 'Estamos a arder'. "

Pelo menos 228 pessoas, incluíndo 64 civis, foram mortas em Kiev desde o início da invasão, segundo as autoridades locais.

O Exército russo divulgou vídeos do que indicou serem ataques de "precisão" contra alvos específicos que dizem estarem a ser usados pelas forças ucranianas, mas as imagens de satélite revelam uma destruição generalizada em grandes partes do país.

As bombas russas destruiram também uma ponte estratégica que ligava a capital à cidade cercada de Chernihiv.

O governador de Chernihiv publicou um vídeo registado com o seu "smartphone" no qual denuncia a destruição da ponte, usada para levar alimentos e medicamentos para a cidade de 300.000 habitantes. Viacheslav Chaus prometeu que a ligação será restabelecida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As imagens de mais uma semana de guerra

Zelenskyy admite "situação extremamente difícil" na linha da frente

Ucrânia retira de Avdiivka depois de ter resistido durante 4 meses