EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Os conselheiros de Putin têm medo de lhe dizer a verdade", diz chefe da espionagem britânica

Jeremy Fleming, chefe da agência britânica de espionagem GCHQ
Jeremy Fleming, chefe da agência britânica de espionagem GCHQ Direitos de autor Frank Augstein/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Frank Augstein/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jeremy Fleming afirma que o presidente russo não tem a real noção do que se passa com as suas tropas na Ucrânia, porque a verdade não lhe é transmitida.

PUBLICIDADE

São já várias as vozes, no Ocidente, a alertar para a falta de noção de Putin quanto à verdadeira situação das tropas russas na guerra em território ucraniano. Esta quinta-feira, juntou-se mais uma. Jeremy Fleming, chefe da agência britânica de espionagem, GCHQ,  diz que o presidente russo não sabe o que realmente se passa, mas que se prepara para ordenar mais ciberataques e enviar mercenários para a Ucrânia.

"Cada vez mais parece que Putin tem avaliado mal a situação. É evidente que avaliou mal a resistência do povo ucraniano. Subestimou a força da aliança que as suas ações iriam galvanizar.

Subestimou as consequências económicas do regime de sanções, e sobrestimou as capacidades dos seus militares para assegurar uma vitória rápida. Vimos soldados russos, sem armas nem moral, a recusar-se a cumprir ordens, a sabotar o próprio equipamento e até a abater acidentalmente as próprias aeronaves.

E apesar de acreditarmos que os conselheiros de Putin têm medo de lhe dizer a verdade, o que se passa e a extensão destes juízos errados devem ser absolutamente claros para o regime", afirmou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden diz que Putin "não pode continuar no poder"

Putin repete justificação para guerra na Ucrânia

Imprensa russa anuncia falsa morte do rei Carlos III