EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ucrânia é "uma cena de crime"

Procurador do TPI, Karim Khan, em visita a Bucha, Ucrânia
Procurador do TPI, Karim Khan, em visita a Bucha, Ucrânia Direitos de autor FADEL SENNA/AFP or licensors
Direitos de autor FADEL SENNA/AFP or licensors
De  Rodrigo Barbosa com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Palavras são do procurador do Tribunal Penal Internacional em visita a Bucha, palco de atrocidades atribuídas às forças russas

PUBLICIDADE

"Uma cena de crime": foi desta forma que o procurador do Tribunal Penal Internacional descreveu a Ucrânia, onde se multiplicam os relatos de atrocidades com a retirada de tropas russas de zonas previamente ocupadas.

Karim Khan visitou Bucha, o subúrbio da capital, Kiev, que se tornou sinónimo dos horrores atribuídos a soldados do Kremlin.

O procurador explicou que ele e a equipa de investigadores do TPI se deslocaram ao país "porque há boas razões para pensar que crimes da competência do Tribunal foram cometidos".

Se houve crimes, os juízes devem decidir se devem ser emitidos mandados ou convocações. Mas é preciso ir passo a passo.

Temos uma equipa de cientistas forenses, analistas, investigadores e advogados, para podermos garantir que separamos a verdade da ficção e avançamos, insistindo no direito de cada indíviduo, criança, mulher e homem, de ter a sua vida protegida e não arbitrariamente visada.
Karim Khan
procurador do Tribunal Penal Internacional

O Tribunal, com base em Haia, investiga especificamente crimes de guerra, contra a humanidade e genocídio.

Se a ONU e a maioria dos países ocidentais continuam a evitar, deliberadamente, usar a palavra, o presidente norte-americano já definiu a atuação das tropas russas de "genocídio", acusação rejeitada pelo Kremlin que afirma que os alegados crimes de guerra foram encenados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Combates intensificam-se em Mariupol

Mariupol cercada pelas tropas russas aguarda batalha final

G7 vai explorar formas de utilizar os ativos russos congelados para ajudar Kiev