This content is not available in your region

Antony Blinken e Lloyd Austin em Kiev para encontro com Volodymyr Zelenskyy

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy.
O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy.   -   Direitos de autor  Efrem Lukatsky/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, e o secretário da Defesa, Lloyd Austin, estão em Kiev este domingo para um encontro com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy.

Em conferência de imprensa numa estação de metro em Kiev, Volodymyr Zelenskyy criticou o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, por se deslocar a Moscovo antes de Kiev. António Guterres visitará Moscovo na terça-feira onde irá encontrar-se com o presidente russo, Vladimir Putin, e será recebido em Kiev pelo presidente ucraniano na próxima quinta-feira.

Volodymyr Zelenskyy frisou também que qualquer referendo por parte da Rússia em território ocupado significaria o fim das negociações de paz.

Em vídeo divulgado no Facebook, o presidente ucraniano afirmou que o último ataque russo com mísseis em Odessa, que causou oito mortos e pelo menos dezoito feridos, é um ataque deplorável contra civis e que entre as vítimas se encontra uma menina de apenas três meses.

O governo ucraniano anunciou também a morte de dois generais russos junto à cidade de Kherson.

Segundo o relatório do Instituto norte-americano para o Estudo da Guerra, a Rússia está a enviar mais tropas para o leste do país e a preparar uma ofensiva em grande escala no Donbass.

Relativamente a Mariupol, o destino da cidade portuária é incerto. O governo ucraniano fez referência a uma nova tentativa frustrada de evacuação de civis abrigados na fábrica metalúrgica de Azovstal, que se encontra sitiada pelas forças russas.