EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Rússia planeia referendo encenado em Kherson

Guerra na Ucrânia
Guerra na Ucrânia Direitos de autor Emilio Morenatti/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Emilio Morenatti/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  Oleksandra Vakulina
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ministério da Defesa britânico deixa o alerta e lembra semelhanças com o referendo sobre a Crimeia

PUBLICIDADE

Segundo a última avaliação do Instituto para o Estudo da Guerra, a ofensiva da Rússia na Ucrânia Oriental continua a seguir o mesmo padrão desde o início da guerra. Pequenas unidades conduzem ataques dispersos ao longo de múltiplos eixos em vez das pausas necessárias para preparar operações decisivas.

O chefe dos caminhos-de-ferro da Ucrânia disse que cinco estações ferroviárias ficaram debaixo de fogo na Ucrânia ocidental e central na manhã desta segunda-feira, incluindo nas regiões de Lviv e Vinnytsya.

No leste, outras forças russas estão a destacar-se para reforçar os ataques mal sucedidos na frente de Izyum. Nesta região, as operações ofensivas russas fizeram pequenos avanços em torno de Severodonetsk.

Por causa dos fortes bombardeamentos "quase toda a região de Luhansk está sem abastecimento de água", disse o chefe da administração militar regional, acrescentando que 30 mil famílias estão sem eletricidade.

O conselheiro presidencial ucraniano disse que as forças russas estão "continuamente a atacar" a fábrica Azovstal, em Mariupol, que continuou cercada no Domingo de Páscoa ortodoxo. O Instituto para o Estudo da Guerra acrescenta que o local foi bombardeado com artilharia e ataques aéreos e que as forças russas podem estar a preparar-se para novos ataques às instalações, o que provavelmente causaria um número elevado de baixas

O Ministério da Defesa do Reino Unido diz que a Rússia está a planear um referendo encenado na cidade do sul de Kherson para justificar a ocupação desta cidade, fundamental para o objetivo da Rússia de estabelecer uma ponte terrestre para a Crimeia e dominar a Ucrânia meridional.

A Rússia realizou um referendo sobre a adesão da Crimeia à Federação Russa em 2014, que é considerado ilegítimo pela comunidade internacional, para justificar a anexação da Península.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Um bolo ucraniano numa Páscoa soturna

Ucrânia denuncia novo ataque russo contra infraestruturas energéticas

Familiares de soldados ucranianos em cativeiro protestam em Kiev