This content is not available in your region

Acordo de segurança entre o Reino Unido e a Suécia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Boris Johnson e Magdalena Andersson
Boris Johnson e Magdalena Andersson   -   Direitos de autor  Frank Augstein/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

O Reino Unido e a Suécia assinaram, esta quarta-feira, um acordo mútuo de garantia de segurança.

O objetivo é a entreajuda em caso de ataque ou catástrofe em cada país.

Após a assinatura do documento, a primeira-ministra sueca, Magadalena Andersson, disse: "O primeiro-ministro e eu concordámos  em enfrentar juntos os desafios da paz, das crises e dos conflitos, e se algum dos países sofrer um desastre ou um ataque, o Reino Unido e a Suécia ajudar-se-ão mutuamente de diversas formas. O apoio será dado a pedido do país afetado e poderá incluir recursos militares".

Boris Johnson, que também vai à Finlândia disse, por seu turno: "Enfrentamos uma nova realidade, mas enfrentamo-la juntos. Ao longo deste conflito, os nossos parceiros nórdicos têm liderado o apoio internacional não só à Ucrânia, mas também à segurança europeia. A guerra na Ucrânia força-nos a todos a tomar decisões difíceis, mas as nações soberanas devem ser livres de tomar decisões sem medo ou influência ou ameaça de retaliação".

O pedido de adesão da Suécia e Finlândia à NATO deve ser apresentado na segunda quinzena de maio. Junto à embaixada russa em Estocolmo dezenas de pessoas manifestaram-se contra a celeridade do processo.

Presente na manifestação, o antigo primeiro-ministro sueco, Stefan Lofven, diz que "todos teriam querido mais tempo para ponderar".

Boris Johnson deverá assumir um compromisso de defesa semelhante com a Finlândia, onde se encontrará com o Presidente Sauli Niinisto.