EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Forças israelitas matam quatro palestinianos em menos de 48 horas

Funeral de Bilal Awad Kabha, homem palestiniano abatido pelo exército israelita
Funeral de Bilal Awad Kabha, homem palestiniano abatido pelo exército israelita Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quatro pessoas na Cisjordânia perderam a vida, mortas por soldados israelitas, em eventos separados, entre quarta-feira e quinta-feira. A última vítima era um adolescente de 17 anos, cuja morte gerou protestos em Ramallah.

PUBLICIDADE

Palavras de ordem contra Israel marcaram o passo da mais recente marcha em Ramallah. Um grupo de palestinianos reuniu-se em protesto, esta quinta-feira na cidade cisjordana, após tropas israelitas terem morto a tiro um jovem de 17 anos.

Odeh Odeh foi a quarta vítima palestiniana no território ocupado a morrer às mãos do exército israelita, em menos de 48 horas.

Também Bilal Awad Kabha perdeu a vida esta quinta-feita. O homem de 24 anos foi apanhado por uma rusga das autoridades israelitas quando se preparavam para destruir a casa de um outro palestiniano já morto e acusado de assassinar cinco pessoas nos arredores de Telavive, em março. 

Ainda no mesmo dia, durante a manhã, Ayman Mahmoud Mheisen, 29 anos, era morto durante uma outra rusga, desta vez ao campo de refugiados da cidade de Belém, na Cisjordânia.

Já quarta-feira, morria a jornalista palestiniana Ghufran Warasneh, abatida pelas forças de Israel, por alegadamente deter uma faca e representar ameaça para os soldados. Testemunhas no local dizem que a mulher, a segunda jornalista a ser abatida em um mês, se deslocava para o trabalho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dois palestinianos mortos a tiro na Cisjordânia

Bennett e Lapid põem fim a coligação de governo em Israel

Jornalista morta a tiro na Cisjordânia