Legislativas em França dão empate entre Macron e Mélenchon

Legislativas francesas dão empate
Legislativas francesas dão empate Direitos de autor Ludovic Marin/AP
Direitos de autor Ludovic Marin/AP
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Estado de graça de Macron durou menos de dois meses, Mélenchon conseguiu o milagre de unir a esquerda e reclama vitória nas urnas

PUBLICIDADE

A primeira volta das legislativas francesas terminou com um empate entre coligação do Presidente francês, Emmanuel Macron, e a aliança de esquerda de Jean-Luc Mélenchon. De acordo com as projeções, conseguiram ambos um resultado a rondar os 25%, o que permite fazer várias leituras mesmo que ainda não seja possível tirar conclusões.

Certo é que o estado de graça de Macron, reeleito a 24 de abril, durou menos de dois meses e corre um sério risco de perder a maioria absoluta no hemiciclo. Já Mélenchon conseguiu capitalizar a vitória moral das Presidenciais e depois de unir a esquerda para uma candidatura, uma missão considerada impossível, reclama agora uma vitória nas urnas.

Já o partido de Marine le Pen foi o terceiro mais votado e apesar de ter conseguido o melhor resultado de sempre numas legislativas, ficou aquém das expectativas geradas pelo segundo lugar da sua candidata na corrida ao Eliseu.

Só após a segunda volta, prevista para o próximo domingo, será possível saber como é que este resultado se traduz na Assembleia Nacional. Para já, o escrutínio permitiu apenas saber quais os candidatos que irão participar na segunda volta.

As legislativas francesas permitem eleger 577 deputados para o parlamento através de outros tantos círculos uninominais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Elisabeth Borne enfrenta oposição francesa

Jornalistas têm acesso raro a submarino nuclear francês da classe Rubis

Cerimónia histórica: guardas britânicos no Eliseu e franceses no Palácio de Buckingham