This content is not available in your region

Homossexuais já podem casar-se na Suíça

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Casamento homossexual na Suíça
Casamento homossexual na Suíça   -   Direitos de autor  SRF

Depois de muitos anos de espera, os primeiros homossexuais casaram esta sexta-feira, na Suíça.

O dia surge nove meses após o referendo em que 64,1% dos eleitores disseram "sim" ao "Casamento para Todos".

Na Euronews, as noivas Dunja e Andrea não escondem a felicidade de poderem casar e o alívio do "mais vale tarde do que nunca".

Dunja Kalbermatter afirma: "Sentimos uma grande emoção, na verdade. Esperámos tanto tempo para que nos fosse finalmente permitido casar, é incrível".

Andrea Forgas diz, por seu turno: "Para mim é apenas igualdade. Significa que somos tratadas de forma igual, que somos iguais e que é um dia poderoso, poderoso e eu estou realmente, realmente feliz por poder estar aqui e casar, de facto, com esta mulher".

A Suíça autoriza parcerias civis entre pessoas do mesmo sexo desde 2007 mas só em setembro de 2021, foi realizado o referendo que deu luz verde ao casamento.

Com uma população de 8,5 milhões de habitantes, a Suíça, tradicionalmente conservadora, estava até agora entre as poucas nações da Europa Ocidental que não reconheciam casamentos entre pessoas do mesmo sexo. A Grécia, Itália e os microestados de Andorra, Mónaco e San Marino só permitem que casais homem-mulher se casem.

A maioria dos países da Europa Central e Oriental não permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo.