This content is not available in your region

Novo ataque perto de Odessa

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AFP
euronews_icons_loading
Ataque russo perto de Odessa
Ataque russo perto de Odessa   -   Direitos de autor  Michael Shtekel/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

Esta terça-feira, a Rússia lançou vários ataques a sul da cidade de Odessa. A informação foi avançada pelas autoridades ucranianas e por vários meios de comunicação social. Segundo a Força Aérea ucraniana, foram disparados 13 mísseis de aviões russos.

O Ministério da Defesa de Moscovo disse que "liquidou" um batalhão de artilharia na região de Mykolaiv, e que as perdas para a Ucrânia, tanto de pessoal como de armas, ultrapassaram os 70%". Disse também que mais de "40 mercenários estrangeiros" foram mortos por um ataque com mísseis russos "de alta precisão, lançados pelo ar" na região de Donetsk.

Apesar dos combates, continuam os avanços para a saída de barcos com cereais dos portos do Mar Negro. Foram divulgadas imagens de trigo a ser carregado a bordo de um cargueiro no porto internacional de Rostov-on-Don, na Rússia, para ser enviado para a Turquia, onde esta quarta-feira abre um centro conjunto com a Rússia e a Ucrânia para coordenar o reinício das entregas de cereais

O centro conjunto de comando e controlo faz parte de um acordo histórico assinado pelas partes em conflito com a ONU e a Turquia, em Istambul, na sexta-feira.

O bloqueio das entregas de dois dos maiores exportadores mundiais de cereais contribuiu para um pico de preços. As estimativas da ONU dizem que quase 50 milhões de pessoas começaram a enfrentar "fome aguda" em todo o mundo como uma consequência direta da guerra.

Os preços do trigo caíram drasticamente horas após a assinatura do acordo sobre os cereais.