EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Reações cautelosas à saída do primeiro navio com cereais da Ucrânia

Navio com cereais ucranianos no Mar Negro
Navio com cereais ucranianos no Mar Negro Direitos de autor Michael Shtekel/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Michael Shtekel/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bruxelas e Moscovo reagem com cautela à saída do primeiro navio carregado de cereais do porto de Odessa, na Ucrânia

PUBLICIDADE

As reações à saída do primeiro navio carregado de cereais do porto ucraniano de Odessa foram cautelosas.

A União Europeia manifesta satisfação e diz que é um primeiro passo para atenuar a escassez alimentar global.

Peter Stano, Porta-voz da Comissão Europeia para os assuntos externos diz: "Este é o primeiro navio comercial a deixar o porto do Mar Negro da Ucrânia desde a agressão russa não provocada a 24 de fevereiro e o bloqueio das exportações de cereais e portos ucranianos. E este é um primeiro passo bem-vindo para mitigar a crise alimentar global, que foi reforçada pela agressão ilegítima da Rússia e pelo bloqueio dos portos ucranianos, para além da destruição dos campos na Ucrânia pelas minas".

Apesar da boa notícia, ambas as partes continuam a ter dúvidas sobre a implementação total do que foi acordado. Dmitry Peskov, secretário para a imprensa de Vladimir Putin e porta-voz do Kremlin, afirmou: "Na verdade, a saída do primeiro navio é muito positiva. Uma boa oportunidade para testar a eficácia dos mecanismos que foram acordados em Istambul. Esperemos que os acordos sejam implementados por todas as partes e que o mecanismo funcione eficazmente".

Os cereais da Ucrânia estão bloqueados desde o início da guerra desencadeada pela Rússia. Os acordos preveem, por um lado, um corredor seguro para a saída dos navios ucranianos transportando cereais dos portos de Odessa, Chornomorsk e Yuzhny, num processo totalmente controlado pela Ucrânia e respetivos parceiros internacionais. Por outro, a circulação segura de barcos russos exportando cereais e fertilizantes pelo Mar Negro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro navio de cereais da Ucrânia já está na Turquia

Maior hospital pediátrico de Kiev alvo de ataque russo

Ucrânia atinge com drones depósito de munições no interior da Rússia