Comissão eleitoral pede contenção nas mensagens de campanha

Operador de câmara na apresentação do programa eleitoral do MPLA
Operador de câmara na apresentação do programa eleitoral do MPLA Direitos de autor euronews
De  João Peseiro MonteiroJosé Kundy com Angop, Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Comissão Nacional de Eleições pediu moderação no tom das mensagens. Questionado sobre as críticas ao tratamento mediático da campanha eleitoral, o partido do governo, o MPLA, defendeu liberdade de imprensa durante a apresentação do programa eleitoral.

PUBLICIDADE

O tom volta a subir na campanha eleitoral em Angola, com a Comissão Nacional de Eleições (CNE) a pedir aos partidos que evitem mensagens que conduzam a extremismos.

A oposição critica o atual processo eleitoral apontando, por exemplo, o tratamento desigual pelos meios de comunicação social públicos.

Uma questão abordada durante a apresentação do programa do partido no governo, o MPLA, esta terça-feira.

Defendemos uma informação cada vez mais plural, em que o princípio do contraditório deve estar sempre presente. E deve ser este princípio que deve ser seguido pelos meios de comunicação.
Manuel Nunes Júnior
MPLA

No programa do MPLA exposto por Manuel Nunes Júnior, consta o compromisso de concretizar o processo autárquico durante a próxima legislatura. Uma promessa reiterada pelo candidato João Lourenço, esta quarta-feira, num comício no Dundo, capital da Lunda Norte.

As eleições gerais decorrem a 24 de Agosto, os partidos concorrentes tinham até esta quarta-feira para entregar as listas de delegados às assembleias de voto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Angola vai a votos a 24 de Agosto

Partido Popular espanhol vence eleições na Galiza com maioria absoluta

Sondagem exclusiva Euronews/SOL: AD na frente com 30% e direita com maioria