This content is not available in your region

Saída à noite trama primeira-ministra finlandesa

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
A governante diz não ter nada a esconder, mas mostra-se incomodada com a exposição da vida privada.
A governante diz não ter nada a esconder, mas mostra-se incomodada com a exposição da vida privada.   -   Direitos de autor  Olivier Matthys/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

A primeira-ministra da Finlândia está, novamente, no olho do furacão. Sanna Marin está a ser criticada depois de terem sido divulgados vídeos onde aparece a dançar e a cantar em festas com celebridades e políticos nacionais.

Nos vídeos surgem, ainda, o deputado social-democrata finlandês Ilmari Nurminen, o atual presidente da Câmara Municipal de Tampere, a cantora finlandesa Alma e a irmã, Anna, a fotógrafa Janita Autio, a apresentadora Tinni Wikström, a locutora Karoliina Tuominen e o estilista Vesa Silver.

As imagens terão sido publicadas no Instagram, circularam nas redes sociais e acabaram na imprensa finlandesa.

A governante diz não ter nada a esconder, mas mostra-se incomodada com a exposição da vida privada.

"Estes vídeos são privados, foram filmados em locais privados. Estou aborrecida por terem vindo a público. Foi uma situação em que passei uma noite com os meus amigos, festejando, também bastante animada, dançando e cantando", disse.

Esta não é a primeira vez que Sanna Marin é criticada por sair à noite. Em dezembro de 2021, a primeira-ministra esteve debaixo de fogo depois de ter ido a uma discoteca, em Helsínquia, após ter tido um contacto de risco com uma pessoa infetada pela Covid-19. Deixou o telefone oficial de trabalho em casa. Como resultado, não foi informada da sua exposição à Covid e continuou a desfrutar da noite. Na época, Marin acabou, também, por reagir, pedindo desculpa. “Agi de forma errada. Deveria ter tido mais cuidado nesta situação”, admitiu.