This content is not available in your region

Líderes ocidentais enviam mensagens de apoio à Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Ucrânia assinala Dia da Independência.
Ucrânia assinala Dia da Independência.   -   Direitos de autor  David Goldman/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

No Dia da Independência da Ucrânia, muitos foram os líderes ocidentais a dirigir palavras ou sinais de apoio ao país. O chanceler alemão, Olaf Scholz, apelou à unidade da Europa face à ameaça russa.

A Europa unida na liberdade e na democracia é muito mais forte do que o imperialismo retrógrado da Rússia
Olaf Scholz
Chanceler alemão

Olaf Scholz deixou depois uma mensagem muito clara ao povo ucraniano: "O vosso país afastará a sombra negra da guerra porque é forte e corajoso, porque tem amigos na Europa e em todo o mundo. Estamos orgulhosos de ser vossos amigos hoje e no nosso futuro comum".

O presidente polaco, Andrzej Duda, que esteve em Kiev esta terça-feira, relembrou, através de um vídeo gravado, que o país foi o primeiro do mundo a reconhecer a independência da Ucrânia, face à União Soviética.

Boris Johson também gravou uma mensagem de apoio, no dia em que os ucranianos assinalam 31 anos de independência.

O apoio à Ucrânia chega também do Vaticano. O Papa Francisco pediu à Ucrânia e à Rússia para encontrarem o caminho da paz.

Entretanto, o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, já veio deixar um apelo aos membros da Aliança Atlântica para investirem mais na área da defesa, citando ações de agressão da Rússia.