This content is not available in your region

NASA vai tentar mudar trajectória de asteróide

Access to the comments Comentários
De  euronews
Ilustração da sonda da NASA DART a caminho do asteróide Dimorphos
Ilustração da sonda da NASA DART a caminho do asteróide Dimorphos   -   Direitos de autor  Steve Gribben/Johns Hopkins APL/NASA via AP

Na segunda-feira, a NASA, agência espacial norte-americana, levará a cabo uma experiência que poderá ajudar a proteger o planeta do impacto devastador de um asteróide no futuro.

Uma sonda espacial da NASA vai embater contra um asteróide chamado Dimorphos a uma velocidade de 22 530 km por hora. Os cientistas esperam que o embate provoque a alteração da trajectória do asteróide.

O objetivo deste teste cujo orçamento atingiu 338 milhões de euros é de recolher e avaliar os dados obtidos.

"O primeiro teste é o teste da nossa capacidade para construir uma nave espacial guiada de forma autónoma que irá de facto conseguir o impacto cinético no asteróide. O segundo teste é o teste de como o asteróide real responde ao impacto cinético, porque no fim de contas, a verdadeira questão é saber se conseguimos mover o asteróide. E poderá esta técnica de impacto cinético ser utilizada no futuro, se alguma vez tivermos necessidade disso?", questiona Tom Statler, cientista do programa DART, da NASA. 

O impacto será acompanhado de perto pela pequena sonda espacial italiana "LICIACube", que foi lançada para o espaço em conjunto com a sonda DART há quase dez meses. 

A sonda italiana separou-se da sonda da NASA há cerca de duas semanas.

Os dados recolhidos deverão ajudar os investigadores na Terra a calcular exactamente como a órbita mudou e em que medida isso corresponde às suas previsões e modelos.

De momento, os cientistas não conhecem nenhum asteróide que se possa lançar directamente para a Terra num futuro previsível mas os investigadores já identificaram cerca de 27 000 asteróides perto do nosso planeta,