EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Joe Biden decreta Estado de Emergência na Carolina do Sul

Furacão chega a Charleston com ventos fortes e chuvas torrenciais
Furacão chega a Charleston com ventos fortes e chuvas torrenciais Direitos de autor Alex Brandon/AP
Direitos de autor Alex Brandon/AP
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois da Florida, o furacão Ian chegou à Carolina do Sul e atingiu a cidade de Charleston.

PUBLICIDADE

O presidente norte-americano Joe Biden decretou o estado de emergência na Carolina do Sul para que a ajuda possa chegar mais rapidamente às zonas afetadas pelo furacão Ian, que chegou à cidade de Charleston, destruiu já quatro cais no porto e ameaça causar inundações severas, depois de ter causado destruição e ter morto pelo menos 21 pessoas na Florida.

"A situação na Florida é devastadora. Estamos a começar a ver a escala da destruição. É possível que seja um dos piores furacões da história do país. Todos vimos na televisão como casas e propriedades ficaram destruídas. A reconstrução vai levar meses ou mesmo anos", disse o presidente.

É possível que seja um dos piores furacões da história do país (...) A reconstrução vai levar meses ou mesmo anos
Joe Biden
Presidente dos EUA

As autoridades temem que o balanço mortal na Florida seja bastante pior que o confirmado até agora. Além dos milhares de isolados e desalojados, cerca de dois milhões de pessoas ficaram sem eletricidade. Também em Cuba o furacão Ian fez pelo menos três mortos e destruiu um número ainda indeterminado de casas. A eletricidade foi restabelecida na maior parte das casas, mas a ilha chegou a ficar totalmente privada de energia elétrica por causa do Ian.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Furacão "Ian" provoca pelo menos 15 mortos na Florida

Furacão "Ian" semeia destruição e morte pela Florida

Furacão "Ian" varreu o sudoeste da Flórida