EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Vitória para Van der Bellen nas presidenciais austríacas

Alexander Van der Bellen
Alexander Van der Bellen Direitos de autor Markus Schreiber/AP
Direitos de autor Markus Schreiber/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Noite eleitoral fecha com resultados preliminares, à espera da contagem dos votos por correspondência que há seis anos foram favoráveis ao atual presidente

PUBLICIDADE

Alexander Van der Bellen renova o mandato de presidente da Áustria. As projeções oficiais confirmam o cenário já desenhado nas sondagens. Nas eleições deste domingo deverá ter a maioria, mesmo que a votação por correspondência - que decidiu as eleições há seis anos - esteja ainda por contar.

As projecções da televisão pública ORF dão mais de 55% dos votos ao antigo dirigente do partido ecologista Os Verdes. 

O rival mais próximo de Van der Bellen, o candidato do Partido da Liberdade, de extrema-direita, ficará a 37 pontos de distância. Walter Rosenkranz, deverá obter cerca de 18% de apoio. Numa primeira reação, declarou que a meta representa "um resultado aceitável".

Os restantes cinco candidatos devem ficar com menos de 10 por cento dos votos, incluindo Marco Pogo - o comediante, músico e médico que fundou o Partido da Cerveja e se apresentou como candidato anti-sistema.

Van der Bellen tem 78 anos e concorreu como independente com o slogan "A Escolha Segura em Tempos Agitados". Conseguiu o apoio dos principais partidos austríacos que não apresentaram candidato.

Nos últimos seis anos, o presidente foi a constante na política austríaca que viu passar cinco chanceleres e várias crises e escândalos no governo.

A noite deste domingo vai fechar com resultados preliminares. A contagem dos votos por correspondência será feita esta segunda-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ecologista Alexander van der Bellen reeleito Presidente na Áustria

As razões do sucesso da habitação social na Áustria

Ataques antissemitas aumentam 300% na Áustria