EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Bolívia perdeu o segundo maior lago do país

Neste planalto boliviano, 3700 metros acima do nível do mar, vivem agora apenas sete famílias
Neste planalto boliviano, 3700 metros acima do nível do mar, vivem agora apenas sete famílias Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Comunidade indígena Uru em risco de desaparecimento

PUBLICIDADE

Onde antes repousava um imenso lago, resta agora terra seca a perder de vista. O lago Poopó era o segundo maior da Bolívia, logo a seguir ao famoso Titicaca.

Os nossos pais acreditavam que o lago ia existir para sempre. E não foi o que aconteceu.
Luis Valero
Líder espiritual Uru

Chegou a atingir 3500 quilómetros quadrados, duas vezes a área metropolitana de Londres. Para trás ficaram vestígios da atividade piscatória da comunidade Uru, conhecida como "o povo da água".

"Os Uru ficaram assim, sem território. Confiávamos no lago. Os nossos pais acreditavam que o lago ia existir para sempre. E não foi o que aconteceu. De repente, tudo secou e ficámos sem trabalho. Ficámos órfãos, sem uma fonte de rendimento. Para onde é que vamos agora? Onde é que podemos trabalhar?", pergunta Luis Valero, líder espiritual Uru. 

Neste planalto boliviano, 3700 metros acima do nível do mar, vivem agora apenas sete famílias. 

Calcula-se que em toda a região sobrem cerca de 600 membros da comunidade indígena Uru, que remonta a milhares de anos no Peru e na Bolívia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente da Bolívia anuncia data do próximo censo

Tentativa de golpe na Bolívia fracassa: Detido líder dos revoltosos

"Transformers" e cultura andina revolucionam arquitetura na Bolívia