Greve dos revisores paralisa 60% dos comboios em França

Greve de maquinistas e revisores em França
Greve de maquinistas e revisores em França Direitos de autor AFP
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em França, a greve dos revisores da SNCF, faz parar 60% dos comboios de alta velocidade e Intercidades, este fim-de-semana.

PUBLICIDADE

Em França, a greve dos revisores da SNCF faz parar 60% dos comboios de alta velocidade e Intercidades, este fim-de-semana. A minstra dos Transportes, Amélie de Montchalin, apelava à "responsabilidade coletiva" quando estão previstas novas paralisações, foram mesmo lançados os pré-avisos pelos sindicatos, para os fins-de-semana de Natal e Ano Novo.

A mobilização - que acontece antes do início das negociações anuais obrigatórias, que deverão arrancar na quarta-feira a nível do grupo SNCF - levou à supressão de todas as ligações ferroviárias entre França e Espanha. Entre França e Itália e França e Suiça estavam a sair um em três comboios. Em relação à Alemanha, um em dois. Os únicos serviços que não sofreram perturbações foi o Eurostar e Thalys.

Prevê-se que o tráfego seja regularizado segunda-feira, mas preveem-se perturbação significativa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greve dos comboios no início das férias em França

Fim do monopólio da SNCF em França

Greves na SNCF e Air France afetam milhares de passageiros