Kremlin rejeita condições de Biden para negociações sobre a guerra

Vladimir Putin, Presidente da Rússia.
Vladimir Putin, Presidente da Rússia. Direitos de autor Mikhail Metzel/Sputnik
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Joe Biden mostrou-se disponível para falar com Putin se ele concordasse em "por fim à guerra", retirando a totalidade das forças russas da Ucrânia, mas o Kremlin rejeitou.

PUBLICIDADE

A Casa Branca confirmou que Joe Biden estaria disposto a falar com Putin para encontrar uma solução para a paz.

De acordo com o porta-voz do Conselho de Segurança da Casa Branca, John Kirby, Joe Biden disse que se "Putin estivesse pronto para acabar com a guerra na Ucrânia, estaria pronto para conversar com ele”, ainda que o Presidente russo não esteja a demostrar “nenhum sinal disso”, acrescentou.

O responsável americano disse ainda que “o foco é assegurar que continuam a trabalhar com aliados e parceiros, não só para responsabilizar a Rússia, mas também para continuar a apoiar a Ucrânia no campo de batalha”.

O Kremlin já disse, entretanto, que rejeitava as condições apresentadas pelo presidente americano, que incluiam a retirada total das forças russas de território ucraniano. O chanceler alemão, Olaf Scholz, conversou com Putin ao telefone sobre o assunto, mas o presidente russo não quer ceder e desistir dos territórios conquistados durante a invasão.

Para Kiev, as conversações de paz só são possíveis se a Rússia deixar de atacar a Ucrânia e retirar as suas tropas russas de solo ucraniano, incluindo da Crimeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aliado de Putin vai liderar maior empresa de tecnologia da Rússia

Cáritas polaca lança campanha para ajudar famílias ucranianas

Ucrânia aposta na indústria de defesa nacional enquanto aguarda por mais munições dos aliados