Organização Médicos sem Fronteiras resgata dezenas de migrantes no Mediterrâneo

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
Resgate de Migrantes no Mar Mediterrâneo
Resgate de Migrantes no Mar Mediterrâneo   -   Direitos de autor  Ahmed Hatem/AP

Setenta e três pessoas, incluindo 16 menores desacompanhados, foram resgatadas no Mar Mediterrâneo pelo navio Geo Barents. A operação de resgate da embarcação dos Médicos Sem Fronteiras teve lugar depois do naufrágio de um barco de migrantes.

A responsável pelas operações do Geo Barents, Fulvia Conte, atribui a responsabilidade às políticas migratórias dos países europeus. Adiantando ainda que: "as ONG têm de compensar, de alguma forma, a falta de coordenação na busca e salvamento de pessoas em perigo e a falta de percursos seguros para escapar da Líbia".

As autoridades italianas enviaram o Geo Barents para o porto de Ancona, a mais de 1 500 quilómetros da zona de operações, o que significa 4 dias no mar. O mesmo aconteceu com o navio Ocean Viking da SOS Méditerranée. As ONGs encaram esta medida como uma tentativa do governo italiano de dificultar a assistência a pessoas em perigo no mar.