EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Jornalista polaco condenado a oito anos de prisão na Bielorrússia

 Andrzej Poczobut, jornalista e ativista polaco
Andrzej Poczobut, jornalista e ativista polaco Direitos de autor Leonid Shcheglov/BelTA
Direitos de autor Leonid Shcheglov/BelTA
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Andrzej Poczobut, de 49 anos, foi detido pela cobertura noticiosa dos protestos contra o regime de Alexander Lukashenko.

PUBLICIDADE

Um tribunal da Bielorrússia condenou, esta quarta-feira, o jornalista e ativistaAndrzej Poczobut a oito anos de prisão.

A cobertura noticiosa dos protestos contra o regime do presidente Alexander Lukashenko e a defesa da minoria polaca a que pertence, levaram a que Poczobut fosse detido em março de 2021.

Agora, num julgamento à porta fechada, o repórter do jornal polaco “Gazeta Wyborcza” foi considerado culpado de “incitar ao ódio”.

Sviatlana Tsikhanouskaya, líder da oposição bielorrussa, exilada na Lituânia e julgada à revelia por traição ao seu país, recorreu ao Twitter para classificar a condenação do jornalista como uma "vingança pessoal" de Lukashenko.

"Andrzej recusou quaisquer acordos com o regime ilegal. Agora, temos de fazer tudo o que for possível para o libertar, juntamente com todos os outros reféns políticos"

De acordo com o grupo de direitos humanos bielorrusso Viasna, Poczobut recusou-se a assinar um pedido de perdão a Lukashenko após ter sido detido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Camiões parados nas fronteiras entre a Polónia e a Bielorrússia

Jornalistas palestinianos recebem Prémio Liberdade de Imprensa da UNESCO

Andrew Tate vai a julgamento na Roménia por violação e tráfico de seres humanos