EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Bruxelas chega a acordo para importação de cereais da Ucrânia

Cereais ucranianos vão continuar a ser escoados via terrestre pela União Europeia
Cereais ucranianos vão continuar a ser escoados via terrestre pela União Europeia Direitos de autor AP Photo/Vadim Ghirda, File
Direitos de autor AP Photo/Vadim Ghirda, File
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os cereais ucranianos vão continuar a entrar na União Europeia livres de taxas aduaneiras. Países vizinhos vão ser compensados.

PUBLICIDADE

Após duas semanas de intensas negociações, Bruxelas chegou a acordo com cinco Estados-membros, lesados pela entrada de toneladas de cereais mais baratos vindos da Ucrânia

O vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, anunciou, esta sexta-feira, que o acordo, que vai estar em vigor durante um ano, contempla a importação de trigo, milho, colza e sementes de girassol.

Aos agricultores lesados da União Europeia, a Comissão vai apoiar com um pacote financeiro de 100 milhões de euros.

Em contrapartida, Polónia, Hungria, Eslováquia, Roménia e Bulgária ficam impedidas de estabelecer acordos unilaterais para travar a importação.

O fim das taxas aduaneiras visava escoar via terrestre a produção ucraniana bloqueada pela Rússia nos portos do Mar Negro

A medida, tomada para impedir o agravamento da crise alimentar, tem sido fortemente contestada pelos produtores dos países do leste europeu

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bulgária deixa de importar cereais da Ucrânia a 24 de abril

Ucrânia lança iniciativa de exportação de cereais para os países africanos

Que impacto terá a subida da direita e o declínio dos verdes no Pacto Ecológico?