Ucrânia volta a acusar Rússia de usar bombas de fósforo branco

Imagem área de fumo resultante de combates em Bakhmut
Imagem área de fumo resultante de combates em Bakhmut Direitos de autor Libkos/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ordem de evacuação para localidades próximas de central nuclear de Zaporíjia provocou pânico entre a população

PUBLICIDADE

A Ucrânia voltou a acusar a Rússia de usar bombas de fósforo branco nos ataques contra Bakhmut. 

Desta vez, a acusação veio das forças especiais ucranianas, que divulgaram um vídeo da suposta utilização dessas armas nos bombardeamentos sobre a cidade. 

O uso do fósforo branco e outras armas incendiárias em áreas onde pode haver uma concentração de civis é proibida pela legislação internacional.

A intensa batalha por Bakhmut continua e o grupo paramilitar Wagner, que apoia as forças russas e que tinha ameaçado retirar-se, afirmou que vai manter-se no terreno, depois de ter obtido de Moscovo a "promessa" de que receberá mais munições para poder continuar a lutar.

A Rússia provocou uma vaga de pânico, depois de ter ordenado a evacuação de várias localidades próximas da central nuclear de Zaporíjia, no sudeste da Ucrânia.

O chefe da Agência Internacional de Energia Atómica alertou para o risco de um "grave acidente nuclear".

Rafael Grossi visitou recentemente a central e considera que uma evacuação indica a possibilidade da intensificação dos combates entre forças russas e ucranianas à volta das instalações.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sobreviver na linha da frente à espera da contraofensiva

Soldados ucranianos na linha da frente: quando não há vida além da guerra

Rússia lança ataques numa centena de localidades ucranianas