Diminuição de nível de água do Lago Prespa ameaça biodiversidade

Nível de água do Lago Prespa tem vindo a diminuir
Nível de água do Lago Prespa tem vindo a diminuir Direitos de autor /Captura de vídeo de Euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As águas do lago são partilhadas por três países: Macedónia do Norte, Grécia e Albânia.

PUBLICIDADE

Em abril, à semelhança dos meses anteriores, a estação meteorológica nas margens do Lago Prespa, registou uma média de precipitação inferior à dos anos anteriores. As águas do lago são partilhadas pela Macedónia do Norte, Grécia e Albânia.

"Com o aquecimento global, a precipitação de chuva e neve está a diminuir constantemente", explica Goran Lazarevski do Centro Meteorológico de Prespa.  

As condições meteorológicas desfavoráveis associadas às alterações climáticas e ao impacto humano colocam em risco a sobrevivência desta paisagem.

"Existem dois grupos de ameaças. São ameaças graves. O primeiro é a influência antropogénica, ou seja, as atividades do fator humano dentro das margens do lago e na sua área de captação. E a segunda ameaça grave são as alterações climáticas", afirma Ajam Al Malla, diretor do Departamento de Ecologia de Resen. 

A diminuição do nível de água do lago ameaça a rica biodiversidade desta região e as suas espécies de aves endémicas.

“A diminuição de água afeta, por exemplo, diretamente os habitats. Assim, com a influência da diminuição, a qualidade dos habitats está a piorar. Está a afetar a existência das espécies, que não estão a encontrar facilmente alimento para a sua existência, para desovar e se reproduzirem. Por isso, estão a abandonar esta região, este lugar", afirma o biólogo Nikola Zdravevski.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Shell deve iniciar fase de testes na bacia de gás e petróleo na Albânia no próximo mês

Médicos recém-licenciados obrigados a trabalhar no serviço público de saúde

Edi Rama insta Kosovo a aceitar plano franco-alemão