EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Papa deixa hospital sob aplausos nove dias após cirurgia

Papa Francisco no hospital, Itália
Papa Francisco no hospital, Itália Direitos de autor Czarek Sokolowski/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Czarek Sokolowski/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Francisco estava internado desde 07 de junho, no Hospital Gemelli, em Roma, onde foi operado a uma hérnia intestinal

PUBLICIDADE

O Papa Francisco teve alta e já deixou o Hospital Gemelli, em Roma, onde foi operado há nove dias a uma hérnia abdominal.

O líder da igreja católica deixou a policlínica romana de cadeira de rodas e sob aplausos de quem o acompanhou nos dias em que esteve internado e cumprimentando outros pacientes e jornalistas que o aguardavam à saída.

De acordo com o Vaticano, o sumo-pontífice, de 86 anos, "já começou a trabalhar".

"Será um Papa mais forte. Não está ainda a convalescer, já começou a trabalhar. Pedimos-lhe que fizesse um pouco de convalescença e estou certo de que nos ouvirá porque tem compromissos importantes à espera", afirmou, citado pelo portal do Vaticano,  o cirurgião Sergio Alfieri, que operou Francisco a 7 de junho, no hospital Gemelli.

Antes de deixar o hospital, o Sumo Pontífice "recebeu, em sinal de agradecimento, toda a equipa cirúrgica composta por pessoal médico, enfermeiros, assistentes sociais e de saúde, e auxiliares, que coordenaram, realizaram e possibilitaram a operação cirúrgica", contou Matteo Bruni, o diretor de comunicação do Vaticano.

O Papa deixou ainda um "agradecimento a todos os profissionais de saúde pelo seu profissionalismo e esforço para aliviar o sofrimento dos outros, seja com medicamentos, com ternura ou humanidade", revelou ainda Bruni.

Já no exterior do hospital, Francisco foi questionado por um jornalista que queria saber como sentia o santo padre. "Anda vivo", respondeu o Papa, com um sorriso.

Confrontado de seguida com o recente naufrágio de um barco de migrantes ao largo da Grécia, limitou-se a dizer "tanta, tanta dor".

O Papa Francisco é esperado no início de agosto em Portugal para liderar as Jornadas Mundiais das Juventude.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco pela primeira vez na budista Mongólia

Papa Francisco operado "sem complicações" a uma hérnia abdominal

Papa Francisco operado de urgência em Roma