EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Judo: Grand Slam de Ulã Bator chega ao fim com jornada de emoções fortes

Heróis do judo encheram fãs de orgulho.
Heróis do judo encheram fãs de orgulho. Direitos de autor Emanuele Di Feliciantonio/IJF
Direitos de autor Emanuele Di Feliciantonio/IJF
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Steppe Arena encheu-se de apoiantes da modalidade.

PUBLICIDADE

A próspera cidade de Ulã Bator, no coração da Mongólia, é conhecida pelas suas paisagens, tradições, mas também pelo amor ao judo.

A Steppe Arena encheu-se de apoiantes da modalidade para desfrutar do último dia do Grand Slam de Ulã Bator, a primeira prova que conta, por completo, no apuramento para os Jogos Olímpico Paris2024 (26 de julho a 11 de agosto).

Na final da categoria de -90kg, Mikhail Igolnikov conquistou uma vitória tática sobre Erlan Sherov, do Quirguistão.

Foi condecorado por Mohammed Meridja, Diretor de Educação e Coaching da Federação Internacional de Judo (FIJ).

Inbar Lanir triunfa na categoria de -78kg

A multidão ficou encantada em receber as estrelas do judo, como a atual campeã mundial da categoria de -78kg, Inbar Lanir.

Combateu na primeira competição desde que conquistou o título mundial, no mês passado, e parecia estar imparável.

Dois arremessos poderosos garantiram o ouro no Grand Slam, dominando a rival japonesa. A atleta partilhou a alegria com a sua equipa.

Recebeu as medalhas da mão de Armen Bagdasarov, Diretor de Arbitragem Principal da Federação Internacional de Judo.

“Eles são incríveis, realmente amam o judo, não importa o país. Claro que torcem pela Mongólia, mas só gostam de um bom espetáculo de judo. É muito bom competir aqui”, disse Inbar Lanir.

Gonchigsuren Batkhuyag: o herói da casa

Gonchigsuren Batkhuyag, da Mongólia, foi o herói da casa no último dia do Grand Slam.

Na meia-final bateu o rival russo Arman Adamian com enormes contra-ataques.

Na final impôs-se sobre a lenda do judo Varlam Liparteliani e deixou a multidão em êxtase ao executar mais uma vez um contra-ataque brilhante.

Foi condecorado por Tsagaan Puntsag, Presidente do Conselho da Steppe Arena.

“Estou realmente sem palavras por ter este apoio incrível do público. Estou muito feliz por conquistar o meu primeiro ouro no Grand Slam Gold, e aqui na Mongólia, incrível”, confidenciou o judoca.

Tomita Wakaga: sucesso na categoria de +78kg

Na categoria de +78kg, Tomita Wakaba aguentou a israelita Raz Hershko e conquistou o 7º ouro do Japão no torneio.

As medalhas foram atribuídas por Moshe Ponti, Presidente da Associação de Judo de Israel.

Inal Tasoev, o homem do dia nos +100kg

Na categoria de +100kg, o campeão Inal Tasoev mostrou a sua classe, arremessando e garantindo imediatamente um bloqueio.

Recebeu as medalhas da mão de Ki-Young Jeon, diretor de arbitragem da Federação Internacional de Judo.

PUBLICIDADE

Os fãs lotaram o estádio durante três dias de judo incríveis e a equipa da casa esteve em alta.

O peso pesado Odkhuu Tsetsentsengel, da Mongólia, garantiu um final incrível no Grand Slam de Ulã Bator com mais uma medalha.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grand Slam do Cazaquistão terminou este domingo

Taís Pina dá ouro a Portugal no Grand Slam de Astana

Arrancou o último Grand Slam antes dos Mundiais e Jogos Olímpicos