EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Bolsonaro afastado de cargos políticos até 2030

Tribunal Superior Eleitoral do Brasil
Tribunal Superior Eleitoral do Brasil Direitos de autor Eraldo Peres/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Eraldo Peres/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Após a quarta sessão do julgamento que começou a 22 de junho, cinco juízes do TSE votaram pela inelegibilidade de Jair Bolsonaro por oito anos e dois votaram contra.

PUBLICIDADE

Os juízes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retiraram os direitos políticos a Jair Bolsonaro durante os próximos oito anos. O prazo de inelegibilidade começa a contar a partir das eleições de 2022, o que leva a que o ex-presidente só se possa voltar a candidatar a um cargo político em 2030.

O antigo presidente foi condenado por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação.  Os juízes consideraram que Bolsonaro utilizou a sua posição para desqualificar o sistema eleitoral e semear dúvidas sobre a imparcialidade da Justiça quando tentava a reeleição. 

Após a quarta sessão do julgamento que começou em 22 de junho, cinco juízes do TSE votaram pela inelegibilidade de Jair Bolsonaro e dois votaram contra.

Alexandre de Moraes, presidente do TSE e juiz do Supremo Tribunal Federal que tem em mãos vários casos relativos à tentativa de golpe de Estado em Brasília, foi o último a votar, com um discurso contundente contra Jair Bolsonaro.

"Recursos públicos, transmissão ao vivo, fartos ataques à justiça eleitoral, replicação de notícias fraudulentas com a intenção de influenciar e convencer o eleitor de que estaria sendo vítima de uma grande conspiração do poder judiciário”, começou por dizer o presidente do TSE.__"Toda a produção foi feita para que a TV Brasil divulgasse e a máquina existente de desinformação multiplicasse a desinformação para chegar ao eleitorado", denunciou o juiz.

Em julgamento estava também Walter Braga Netto, candidato de Bolsonaro a vice-presidente, tendo sido ilibado.

Bolsonaro, que tem 68 anos, só poderá concorrer a um cargo politico aos 76 anos. O antigo presidente já reagiu, disse que vai conversar com os advogados, e enviar um recurso para o Supremo Tribunal Federal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Antigo chefe do exército brasileiro ameçou prender Bolsonaro se insistisse com golpe de Estado

Lula trava políticas de Bolsonaro para a Amazónia e reconhece terras indígenas

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas