Papa apela à "urgência dramática" de cuidar do planeta

Papa Francisco preside às Jornadas Mundiais da Juventude, em Lisboa
Papa Francisco preside às Jornadas Mundiais da Juventude, em Lisboa Direitos de autor AP Photo/Gregorio Borgia
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No segundo dia em que presidiu às Jornadas Mundiais da Juventude, em Lisboa, Francisco mostrou-se preocupado com a saúde do planeta.

PUBLICIDADE

No segundo dia em Portugal para presidir às Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), o Papa abordou as desigualdades económicas e a saúde do planeta. Francisco disse que há uma "urgência dramática para cuidar da casa comum" e que as pessoas não se devem contentar com "tímidos e ambíguos compromissos".

"Não se esqueçam que precisamos de uma ecologia integral. Necessitamos ouvir o sofrimento do planeta juntamente com o dos pobres; precisamos colocar o drama da desertificação ao lado do drama dos refugiados, a questão da migração ao lado da queda da natalidade", disse o Papa, em Lisboa.

O líder da Igreja Católica desdobrou-se em encontros com jovens de todo o mundo. Conheceu alguns dos voluntários, assim como peregrinos da Turquia afetados pelo sismo de fevereiro.

O Papa teve uma reunião privada com 15 jovens ucranianos, em representação dos 500 que vieram da Ucrânia às Jornadas e dos cerca de 100 que vieram de outros países europeus, onde estão refugiados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

JMJ: Último dia do Papa Francisco em Portugal

1,5 milhões de peregrinos assistiram à Vígila do Papa Francisco em Lisboa

1,5 milhões de peregrinos assistiram à missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude