EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ucrânia investiga colisão de aviões e Rússia confirma a morte de Prigozhin

Os três pilotos ucranianos mortos na colisão de dois aviões no oeste da Ucrânia
Os três pilotos ucranianos mortos na colisão de dois aviões no oeste da Ucrânia Direitos de autor AFP PHOTO / HANDOUT / THE 40TH TACTICAL AVIATION BRIGADE
Direitos de autor AFP PHOTO / HANDOUT / THE 40TH TACTICAL AVIATION BRIGADE
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Rússia confirmou a morte de Yevgeny Prigozhin; a Ucrânia iniciou uma investigação sobre a colisão entre dois aviões de guerra no oeste do país.

PUBLICIDADE

A colisão matou três pilotos ucranianos, entre os quais** o piloto de caça Andriy "Juice" Pilshchykov, na imagem à direita**, famoso por participar em lutas de cães em Kiev durante a fase inicial da invasão da Rússia.

Pilshchykov era um conceituado piloto e acérrimo defensor da entrega por parte dos parceiros ocidentais dos caças F16 à Ucrânia.

No discurso no final do dia, no sábado, o presidente, Volodymyr Zelenskyy, prestou homenagem aos pilotos e apresentou condolências às famílias das vítimas.

A brigada de aviação tática ucraniana Vasilkiv identificou os outros dois pilotos mortos na colisão como Viacheslav Minka e Serhiy Prokazin.

Na frente de batalha, enquanto o exército ucraniano diz que continua a avançar depois de romper a linha de defesa russa na região de Zaporíjia, a Rússia diz que as suas forças lançaram um ataque contra um aeródromo na região de Kiev.

Enquanto isso, o governo ucraniano confirmou a passagem segura de mais um navio carregado de cereais pelo Mar Negro, a partir do porto ucraniano de Odessa. É o segundo navio a passar após a retirada da Rússia no mês passado do acordo negociado pela ONU, sobre a exportação de cereais.

O anúncio surgiu apesar dos avisos da Rússia de que tais embarcações podem ser consideradas alvos militares.

Entretanto, o comité de investigação da Rússia confirmou a morte de Yevgeny Prigozhin. Segundo aquele comité, os testes genéticos confirmaram as identidades das 10 pessoas que morreram na queda do avião, incluindo a do líder do grupo Wagner, sem oferecer detalhes sobre o acidente.

Em Moscovo e em São Petersburgo muitos russos continuam a depositar coroas de flores em memoriais de Prigozhin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bombas continuam a matar na Ucrânia com Putin a preparar reunião com Erdogan

Pelo menos seis feridos após ataque aéreo russo em zona residencial de Kharkiv

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa