EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Lukashenko acusado de crimes de guerra

O amigo bielorrusso de Putin pode vir a ser acusado de crimes contra a Ucrânia
O amigo bielorrusso de Putin pode vir a ser acusado de crimes contra a Ucrânia Direitos de autor Mikhail Klimentyev/Sputnik via AP
Direitos de autor Mikhail Klimentyev/Sputnik via AP
De  Teresa Bizarro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O líder bielorrusso é dado como cúmplice de Vladimir Putin na guerra contra a Ucrânia

PUBLICIDADE

Parlamento Europeu põe o presidente da Bielorrússia no mesmo saco que Vladimir Putin no que toca a crimes contra a Ucrânia. Os eurodeputados consideram que Alexander Lukashenko é cúmplice do presidente russo e que os dois devem ser investigados pelos procuradores internacionais.

Numa resolução adoptada esta quarta-feira, o parlamento pede ao Tribunal Penal Internacional para que emita um mandado de captura para o líder bielorrusso.

Lukashenko é acusado de conivência com o que qualificam como "agressão injustificada da Rússia" e, por isso, dado com responsável direto da "destruição e danos causados à Ucrânia".

Tal como tinha feito com M aria Belova, a comissária russa para a infância, o Parlamento Europeu põe Lukashenko como culpado da transferência ilegal de crianças. O regime de Minsk de ter participado na deportação forçada e acolhimento de menores ucranianos naquilo que a Rússia chama de campos recreativos.

Os eurodeputados pedem o reforço das sanções contra a Bielorrússia. Querem que estas sejam semelhantes às aplicadas contra a Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sasha Filipenko: "É difícil para os bielorrussos lutarem contra a sua própria ditadura e contra uma ditadura estrangeira que a apoia"

UE dividida sobre pedido de mandado do TPI contra governantes de Israel

O que é o TPI e que papel desempenha no julgamento de crimes de guerra?