EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Incidente diplomático e religioso entre Bulgária e Rússia está longe de terminar

Igreja Ortodoxa
Igreja Ortodoxa Direitos de autor NIKOLAY DOYCHINOV/AFP or licensors
Direitos de autor NIKOLAY DOYCHINOV/AFP or licensors
De  Luis GuitaEuronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Incidente diplomático e religioso entre Bulgária e Rússia está longe de terminar. Moscovo fechou a cadeado a Igreja Russa de São Nicolau em Sófia. Todas as forças políticas búlgaras querem a reabertura da igreja. Clérigos búlgaros querem evitar conflitos intra-ortodoxos entre Moscovo e Sófia.

PUBLICIDADE

Sínodo da Igreja Ortodoxa Búlgara tenta aliviar as tensões com a Igreja Ortodoxa Russa.

A perturbação irrompeu quando as autoridades búlgaras expulsaram três clérigos russos em 20 de Setembro por ameaça à segurança nacional (espionagem).

A embaixada de Moscovo em Sófia reagiu bloqueando unilateralmente a Igreja Russa de São Nicolau, o Milagroso.

A ação desencadeou um conflito religioso, político e jurídico.

Todas as forças políticas búlgaras defendem as decisões do Governo e querem que a Igreja seja novamente aberta.

As organizações pró-Rússia protestaram contra o que identificam como "assédios aos padres russos".

O Governo búlgaro quer que os serviços sagrados sejam retomados pelos padres búlgaros. Os clérigos locais estão hesitantes, querem evitar conflitos intra-ortodoxos entre a Rússia e a Bulgária.

O Patriarcado Russo disse estar pronto para enviar um novo representante a Sófia e reabrir a Igreja.

O Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa Búlgara assumiu a posição de que não tem relação com o desbloqueio da Igreja Russa.

De acordo com a maioria dos clérigos, não há dúvida de que é russa, embora, de acordo com especialistas seculares em direito canónico, trancar qualquer igreja seja uma violação do direito canónico.

“Esperamos que o templo seja reaberto em breve, mas não cabe à Igreja Ortodoxa Búlgara decidir. A decisão deve ser tomada de acordo com a Comissão de Direito Canónico. Verificar, em Sofia e em Moscovo, os estatutos dos santos serviços e decidir," afirmou Metropolita Kyprian, Santo Sínodo da Igreja Búlgara.

De acordo com a Lei de Propriedade Civil, o terreno onde se encontra a igreja russa foi doado à Rússia em 1882 pelo conselho municipal da capital, Sófia. As autoridades imperiais russas queriam uma Igreja para os seus diplomatas. A escritura de propriedade está nos arquivos e ainda é válida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como os evangélicos dos EUA e a Igreja Ortodoxa Russa ajudaram a alimentar a agenda anti-LGBTQ+ na Europa

Operação de contraespionagem ucraniana em mosteiro milenar da Igreja Ortodoxa

Hungria salva chefe da Igreja Ortodoxa russa de sanções europeias