EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

França em alerta máximo antiterrorista depois de morte de professor

França em alerta máximo
França em alerta máximo Direitos de autor Michel Spingler/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Michel Spingler/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  João Peseiro Monteiro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O assassinato de um professor por um radical islâmico no norte de França levou o governo a aplicar medidas excecionais.

PUBLICIDADE

O governo francês subiu para o nível máximo o dispositivo de alerta antiterrorista depois do homicídio de um professor por um suspeito radicalizado. O atentado desta sexta-feira na cidade de Arras, no norte do país, resultou ainda no ferimento de três pessoas. O governo vai mobilizar sete mil militares e outros meios excecionais, respondendo também aos apelos de adversários políticos.

O ataque com arma branca foi protagonizado por um indivíduo originário de uma república russa do Cáucaso com cerca de 20 anos. O suspeito era seguido pelos serviços de informações por radicalização islâmica e tinha o processo de expulsão suspenso devido à invasão russa da Ucrânia.

Para o governo francês há uma ligação entre este atentado e a guerra entre o Hamas e Israel. Este homicídio ocorre quase três anos depois do assassinato de outro professor em França, Samuel Patty, por um terrorista de origem chechena, por ter mostrado caricaturas de Maomé numa aula sobre a liberdade de expressão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França despede-se de professor vítima de ataque à faca

Jogos Olímpicos sem ameaças de segurança concretas, diz ministro do Interior francês

França aperta medidas de segurança antes da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos