EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Nasrin Sotoudeh, prémio Sakharov em 2012, detida no funeral de adolescente no Irão

Nasrin Sotoudeh foi várias vezes detida ao longo dos últimos anos
Nasrin Sotoudeh foi várias vezes detida ao longo dos últimos anos Direitos de autor Arash Ashourinia/AP
Direitos de autor Arash Ashourinia/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Advogada foi detida por não usar o véu islâmico e "perturbar a segurança mental da sociedade", segundo as autoridades iranianas.

PUBLICIDADE

A advogada e defensora dos direitos humanos iraniana Nasrin Sotoudeh, prémio Sakharov em 2012, foi detida enquanto participava no funeral de uma adolescente morta em circunstâncias pouco claras depois de uma altercação com a polícia da moralidade, no metro de Teerão, por não usar o véu islâmico.

O não-uso do véu terá também sido uma das causas para esta nova detenção de Sotoudeh, que conheceu as prisões iranianas várias vezes ao longo dos últimos anos. A agência noticiosa Fars noticiou que Sotoudeh foi detida por não usar o véu e por "perturbar a segurança mental da sociedade". O marido da advogada confirmou a detenção de Sotoudeh e outros participantes no funeral à Agência France Press. Disse ainda que ela sofreu maus-tratos por parte das autoridades.

Quanto a Armita Garawand, a jovem de 17 anos que morreu depois de ter sido detida no início deste mês, a tese oficial é que sofreu uma quebra de tensão, mas várias ONG acusam a polícia da moralidade iraniana, que lhe terá causado graves ferimentos quando a deteve.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Duas jornalistas codenadas no Irão por divulgarem a morte de Mahsa Amini

Prémio Sakharov 2023 para Mahsa Amini e o Movimento "Mulheres, Vida e Liberdade" no Irão

Masoud Pezeshkian vence segunda volta das eleições presidenciais no Irão