Extrema-direita ganha força na Irlanda

Protestos na Irlanda
Protestos na Irlanda Direitos de autor captura del vídeo
De  Ken Murray
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ideologia está a alimentar as preocupações sobre o sistema de imigração e o impacto que está a ter na sociedade.

PUBLICIDADE

Na Irlanda, há cada vez mais preocupação de que o número de pessoas que apoiam a ideologia de extrema-direita esteja a aumentar significativamente.

Os receios aumentaram depois do esfaqueamento de três crianças e de uma mulher, em Dublin, na semana passada. As alegadas origens estrangeiras do agressor, que a polícia não confirmou, levaram a uma série de manifestações de caráter xenófobo e a uma onda de violência.

"A extrema-direita é um movimento muito pequeno na Irlanda. No entanto, está a alimentar as preocupações sobre o sistema de imigração e sobre o impacto que um grande número de migrantes está a ter na sociedade irlandesa e que está a colocar tensões no setor da habitação”, disse à Euronews John Mooney, Editor do Irish Sunday Times.

A questão central do descontentamento em relação ao Estado irlandês é a imigração. A população da Irlanda aumentou de 3,9 milhões em 2002 para pouco mais de 5 milhões atualmente. Um em cada cinco residentes irlandeses desde 1998 nasceu no estrangeiro e há 13 mil pessoas declaradas sem abrigo.

O Partido da Liberdade Irlandês pede uma mudança na política de imigração.

"Penso que o sistema de fronteiras abertas do Governo, que permite a entrada de um grande número de homens de origem desconhecida e não controlados, conduziu a um aumento da violência e das agressões sexuais, tal como aconteceu em todos os países, como a Suécia, a França e a Alemanha”, afirma Hermann Kelly, líder do partido.

Com muito pouco desemprego e uma economia próspera, o aumento das rendas em Dublin está a tornar difícil para muitas pessoas pagar uma casa.

No entanto, vários organismos como o Irish Business and Employers Confederation lembram que os imigrantes são necessários, caso contrário alguns setores da economia entrarão em colapso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

PM irlandês: UE pode evitar bloqueio da ajuda à Ucrânia

Manifestação contra motins xenófobos em Dublin

34 detidos em protestos violentos em Dublin após esfaqueamento de crianças