Maersk suspende navegação no Mar Vermelho depois de ataques

Ataques no Mar Vermelho têm-se multiplicado
Ataques no Mar Vermelho têm-se multiplicado Direitos de autor Mass Communications Spc. 2nd Class Moises Sandoval/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O recente ataque a um navio da companhia dinamarquesa obrigou à intervenção da Marinha dos EUA, que afundou três barcos de rebeldes Houthi.

PUBLICIDADE

A empresa de navegação dinamarquesa AP Moller-Maersk decidiu suspender a navegação no Mar Vermelho durante 48 horas.

Esta medida surge na sequência de vários ataques de rebeldes Houthi, do Iémen, apoiados pelo Irão, a um dos seus navios de carga.

Os helicópteros da Marinha dos EUA acabaram por intervir e afundaram três dos quatro pequenos barcos utilizados pelos homens armados para atacar o navio Maersk Hangzhou.

Este ataque foi o mais recente dos rebeldes Houthi do Iémen, que têm atacado navios ocidentais no Mar Vermelho para mostrar apoio ao Hamas na luta contra Israel em Gaza.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rebeldes houthis reivindicam dois ataques no Mar Vermelho e contra Israel

Companhias de navegação avisam para evitar Mar Vermelho

EUA e Reino Unido lançam ataques contra alvos Houthi no Iémen