Ilham Aliyev reeleito sem quaisquer surpresas no Azerbaijão

 Ilham Aliyev depositou o seu voto numa urna em Khankendi
Ilham Aliyev depositou o seu voto numa urna em Khankendi Direitos de autor Vugar Amrullaev/Azerbaijan State News Agency AZERTAC
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Resultados preliminares dão ao presidente uma votação de cerca de 92%.

PUBLICIDADE

Sem qualquer surpresa, Ilham Aliyev venceu as presidenciais antecipadas e vai continuar, pelo menos por mais sete anos, a ser presidente do Azerbaijão. Neste ato eleitoral, o homem que governa o país há 20 anos não tinha praticamente oposição, com a maioria dos partidos opositores a boicotarem o escrutínio. Segundo os resultados preliminares, Aliyev terá tido cerca de 92% dos votos.

Simbolicamente, o presidente e a família votaram em Khankendi, a capital da região do Nagorno-Karabakh, que o Azerbaijão recuperou aos separatistas arménios e que é agora, praticamente, uma cidade-fantasma. 

A vitória no Karabakh e a perspetiva de paz com a Arménia foram decisivas para o ganho de popularidade de Aliyev e para esta vitória.

Hikmet Hajiyev, conselheiro presidencial para a política externa, disse à Euronews: "Esta oportunidade histórica, que se prende com a transformação pacífica da região, tem como objetivo final a assinatura de um tratado de paz entre a Arménia e o Azerbaijão e a normalização das relações entre os dois países. Como tal, também poderá ter como efeito uma transformação mais ampla da região do sul do Cáucaso como um todo. Após as eleições, o Azerbaijão entra numa nova fase do seu desenvolvimento social, económico e político. A guerra acabou e essa era uma das prioridades do governo e do povo azerbaijanês. Uma vez que a integridade territorial do Azerbaijão foi assegurada, novas ambições e novos sonhos nacionais estão a surgir na nossa agenda, com o desenvolvimento económico e social do Azerbaijão".

A reeleição do presidente do Azerbaijão estava praticamente assegurada, depois de os principais partidos da oposição terem anunciado um boicote a estas eleições e dada a popularidade de Aliyev após a vitória militar sobre os separatistas arménios no Nagorno-Karabakh, no final do ano passado.

A afluência às urnas foi forte, com membros das mesas de voto a apontar que mais de 70% dos eleitores votaram durante as primeiras nove horas de votação.

Ilham Aliyev, que governa o país desde 2003, decidiu convocar estas eleições antecipadas em dezembro passado. A eleição presidencial só estava prevista para outubro de 2025. Os analistas sugerem que Aliyev decidiu antecipar o ato eleitoral para tirar proveito dos fortes índices de aprovação após a vitória no Karabakh.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aliyev sem ninguém que lhe faça sombra nas presidenciais do Azerbaijão

Partido Popular espanhol vence eleições na Galiza com maioria absoluta

Sondagem exclusiva Euronews/SOL: AD na frente com 30% e direita com maioria