Aliyev sem ninguém que lhe faça sombra nas presidenciais do Azerbaijão

Há sete candidatos, mas os principais partidos da oposição boicotam o ato eleitoral
Há sete candidatos, mas os principais partidos da oposição boicotam o ato eleitoral Direitos de autor Sergei Grits/Copiright 2024 The AP.
De  Anna Ghudushauri
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No poder desde 2003, o atual homem-forte do Azerbaijão tem a reeleição assegurada, com o boicote dos principais partidos da oposição.

PUBLICIDADE

O Azerbaijão realiza eleições presidenciais antecipadas esta quarta-feira, o que acontece pela primeira vez em 20 anos, e tudo indica que o atual presidente Ilham Aliyev vai ganhar um novo mandato de sete anos.

A popularidade de Aliyev aumentou entre os azeris depois de o país ter conseguido o controlo total da região de Karabakh e porque a paz parece estar finalmente a aproximar-se do Cáucaso.

"O futuro é muito importante e o meu voto foi dado tendo em conta o futuro, especialmente o bem-estar das gerações mais jovens", disse um homem depois de depositar o voto.

"O mundo está a mudar globalmente e espero que essas mudanças sejam alicerçadas na justiça. A justiça, penso eu, triunfou na nossa República, recuperámos o que era nosso, e espero que daqui para a frente tudo seja construído com base nessas conquistas", afirmou outra muher.

Há sete candidatos na corrida, mas nenhum dos outros seis representa uma ameaça a Aliyev. Os principais partidos da oposição boicotaram o escrutínio, por considerarem não haver condições democráticas.

Ilham Aliyev, que governa o país desde 2003, decidiu convocar estas eleições antecipadas com o objetivo de garantir um novo mandato, devido aos fortes índices de aprovação após a vitória no Karabakh e ao processo de paz em curso.

Estas eleições antecipadas foram convocadas para agora em dezembro passado, em vez de 2025, quando estavam previstas, no momento em que a Arménia e o Azerbaijão anunciaram os primeiros passos em conjunto para a reconciliação após anos de guerra.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ilham Aliyev com eleição assegurada no Azerbaijão

As estratégias económicas e geopolíticas dos presidentes do Azerbaijão e do Cazaquistão

Azerbaijão e Arménia reafirmam a intenção de chegar a um tratado de paz