Rússia lança ataque a Kiev durante visita de Borrell e faz quatro mortos na capital ucraniana

Rússia lança forte ataque com drones e mísseis sobre Kiev
Rússia lança forte ataque com drones e mísseis sobre Kiev Direitos de autor AP Photo/Efrem Lukatsky
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, de visita a Kiev, a Rússia lançou um forte ataque com drones e mísseis sobre a capital ucraniana, matando quatro pessoas e ferindo 19. Os raides aéreos foram também direcionados a outras regiões do país, com uma vítima mortal em Mikolaiv.

PUBLICIDADE

A Rússia disparou mísseis balísticos e de cruzeiro e ainda drones Shahed contra seis regiões ucranianas na manhã desta quarta-feira, matando cinco civis e ferindo outros 25.

Os raides aéreos incidiram pelo menos sobre três grandes cidades, incluindo Kiev, onde está o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, em conversações sobre ajuda militar e apoio financeiro à Ucrânia. Borrell começou o dia num abrigo de proteção contra ataques aéreos.

 Só na capital morreram quatro pessoas. Segundo o Ministro do Interior da Ucrânia, 19 também ficaram feridas, entre estas uma mulher grávida.

Nos arredores de Kiev, adiantou o presidente da câmara, Vitalii Klitschko, vários apartamentos ficaram em chamas. Alguns residentes da margem leste da capital ficaram sem eletricidade. 

Dos 64 drones e mísseis lançados esta manhã, as Forças Armadas ucranianas dizem ter intercetado 44. 

No sul da Ucrânia, em Mikolaiv, as investidas de Moscovo resultaram na morte de uma pessoa, tendo ainda danificado 20 prédios residenciais, além de infraestrutura privada, avançou o governador da região.

No nordeste do país, em Kharkiv, uma mulher de 52 anos sofreu ferimentos ligeiros após um ataque com um míssil S-300, de acordo com o governador local.

Os mísseis chegaram também à parte ocidental da Ucrânia, havendo o registo de um incêndio em Lviv.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suécia arquiva investigação às explosões nos gasodutos Nord Stream

"Mostrem alguma coragem". Biden ataca republicanos e Trump pelo impasse na ajuda à Ucrânia

Chefe da diplomacia da UE pede que Ucrânia seja destino de todas as armas